Wayne Coney fala sobre Miley Cyrus e carreira

By  |  Comentários


Wayne Coyne, vocalista dos Flaming Lips, deu recentemente uma entrevista à Billboard, onde falou não só sobre a sua vida pessoal mas sobre Miley Cyrus, cuja amizade não é um segredo público.

Coyne dá a sua opinião sobre a a entrevista de Miley Cyrus à Billboard: “Três semanas inteiras [sem marijuana]… Bem, eu acho que a Miley gosta muito de ser ‘É assim que eu sou agora’ e eu acho que provavelmente é justo para ela ser – ela tem o quê, 23, 24 anos – acho que para ela deve ser muito ‘ Eu podia ter sido algo há seis meses atrás e agora sou assim’ e isso é algo criativo e forçoso que não é a tua música – és tu, é a tua identidade, percebem? E eu acho que é por isso que nos ligamos tanto. Não é soba música. Ela é assim. Ela muda o cabelo. Ela muda as roupas. Ela muda – bem, o que ela quer que o mundo pense… mas eu penso, com o tempo, que todas essas coisa se tornariam nela. Quando tens 24 anos provavelmente queres dizer ‘o que eu estou a fazer agora é a única coisa que interessa e o que eu fiz há dois anos acabou’. E eu acho que muitos artistas querem fazer isso.” Coyne diz também que tentam manter-se em contacto sempre que podem, apesar das suas carreiras musicais, as digressões e gravações de álbuns.

Em relação à sua carreira musical, o cantor inspira-se e agradece à sua banda. “Eu não tenho ninguém no meu grupo de trabalho que beneficiasse só de me dizer o que eu quero ouvir. É uma coisa que eu tenho que é como um super-poder. (…) Eu nunca vou ‘Ok, que se lixe, vamos fazer isto’. Eu vou sempre seguir com toda a gente a ajudar-me.”

Os Flaming Lips lançaram o seu último álbum, Oczy Mlody, em janeiro deste ano. Como os fãs têm vindo a esperar o show dos Flaming Lips em Los Angeles teve espetáculo de luz, assim como Coyne a lançar positividade ao público. “Nunca, nunca subestimem o poder do amor que estão a dar – afeta alguém, portanto nunca o retraiam. Gritem sempre o vosso amor”.