Connect with us

As confissões de Harry Styles à Rolling Stone

Gossip

As confissões de Harry Styles à Rolling Stone

Harry Styles é a capa da mais recente edição da revista Rolling Stone. O cantor de 23 anos foi entrevistado por Cameron Crowe, que detalhou a vida do artista durante o ano em que preparava o seu álbum a solo, de janeiro de 2016 a dezembro de 2016.

Thank you @rollingstone

Uma publicação partilhada por @harrystyles a

Durante a entrevista ao longo de um ano, Styles e Crowe discutem todo o tipo de assuntos, desde a fama dos One Direction, às relações amorosas do autor de “Sign of the Times” e o seu novo álbum “Harry Styles”.

O cantor respondeu à letra a todos aqueles que julgam a sua fama e sucesso pela sua base de fãs ser constituída maioritariamente por raparigas adolescentes. “Quem é que diz que raparigas que gostam de música pop tem pior gosto musical que um hipster de 30 anos? […] Raparigas novas gostam dos Beatles. Vais-me dizer que elas não estão a falar a sério? Como é que podes dizer que elas não percebem? Elas são o nosso futuro. As nossas futuras doutoras, advogadas, mães, presidentes, de certa forma elas vão fazer o mundo continuar a girar.”

Styles acrescentou ainda que gostava de fãs adolescentes porque elas não mentem, se gostam dele, dizem que gostam dele e apoiam-no.

O membro dos One Direction explicou também porque é que não usa muito as redes sociais. Contou durante a entrevista que mantém uma relação distante com o seu smartphone, ele não procura o seu nome no Google e só vai ao Twitter de vês em quando. Styles prefere dedicar o seu tempo a relacionar-se com pessoas fora do ecrã do telemóvel.

Durante a entrevista com o popstar, Crowe não pôde deixar de mencionar os comentários negativos de Zayn Malik, que deixou os One Direction em março de 2015, sobre a banda e a música que fizeram juntos. Malik disse em entrevistas recentes que não gostava da música dos One Direction e que queria fazer música de gostasse.

“Tenho pena que ele se tenha sentido assim, mas eu só posso desejar boa sorte a qualquer pessoa que esteja a fazer aquilo que gosta. Se não estás a gostar de alguma coisa e precisas de fazer algo diferente, deves fazer isso sem dúvida. Estou feliz que ele esteja a fazer o que gosta, e boa sorte para ele,” respondeu Harry Styles, mantendo-se diplomático em relação ao colega.

Crowe fala também com Ben Winston, produtor e diretor que trabalhou com os One Direction e se tornou amigo de Harry no ínicio do successo da banda. O produtor contou uma história inédita, que Harry Styles passara 20 meses a dormir no sótão da sua casa em Hampstead Heath, no norte de Londres, depois de sair da casa dos pais.

Inicialmente, o cantor era para passar apenas duas semanas na casa de Winston enquanto a casa que pretendia comprar era arranjada, mas acabou por ficar 20 meses a dormir num colchão no chão do sótão do produtor acompanhado apenas pela sua guitarra. Winston acredita que viver com eles naqueles meses em que os One Direction passaram do X-Factor para se tornar uma das bandas mais bem sucedidas do mundo o ajudou a manter-se são. Acrescenta ainda que quando Styles finalmente se foi embora, ele e a sua mulher ficaram tristes.

Um dos membros favoritos dos One Direction, Styles já era alvo de muita atenção dos media, mas o interesse pelo cantor cresceu exponencialmente quando ele começou a namorar com Taylor Swift. A relação não durou mais de um mês, mas deixou marca nos dois. A cantora americana escreveu “Out of the Woods” e “Style” que os fãs acreditam ser sobre Harry.

Quando Crowe lhe perguntou o que ele diria à ex-namorada hoje, o artista britânico tentou evitar a pergunta, dizendo que se ia embora, mas acabou por responder com honestidade.

“Algumas coisas não resultam. Há muitas coisas que podem estar certas, e mesmo assim está errado. Quando escrevo músicas sobre coisas deste género, eu prefiro pensar no tempo que passámos juntos. Estás a celebrar o fato que foi algo poderoso e que te fez sentir alguma coisa, em vez de dizeres ‘não resultou, e isso é mau’. E se encontras essa pessoa na rua, provavelmente vai ser estranho, se calhar vais ter de te embebedar… mas vocês partilharam algo. Conhecer algúem novo, ter essas experiências, é a melhor coisa do mundo. Por isso, obrigado.”

Styles refere-se também a outra relação, provavelmente com Kendall Jenner, embora ele não o confirme. “Ela é uma grande parte do álbum,” ele admite.

O álbum auto-intitulado “Harry Styles” que vai sair a 12 de maio foi gravado na Inglaterra, Califórnia e durante dois meses na Jamaica, no estúdio Geejam, perto de Port Antonio, onde Rihanna e Drake também já gravaram. Originalmente, Styles queria que o álbum se chamasse “Sign of the Times”, mas o título já fora usado.

Também poderás gostar


Comments

Comentários

  1. […] celebrar os 50 anos da revista, a “Rolling Stone”  relembra as várias eras da música com um […]

Mais em Gossip

Advertisement

Mais Lidas

Advertisement

Próximos eventos

  1. Dead Combo no Teatro da Trindade

    Junho 28 @ 9:30 pm
  2. Festival Med! 2017

    Junho 29 @ 8:00 am - Julho 2 @ 5:00 pm
  3. Cineconchas 2017

    Junho 29 @ 8:00 am - Julho 15 @ 5:00 pm
  4. Sumol Summer Fest 2017

    Junho 30 @ 8:00 am - Julho 1 @ 5:00 pm
  5. Salvador Sobral no Centro Cultural de Belém

    Julho 2

Facebook

To Top