Aniversário de Placebo no Coliseu dos Recreios

By  |  Comments

No dia dos Placebo, declarado pelos fãs pela referência feita em “Bitter End”, o Coliseu dos Recreios, encheu para ver a banda tocar. O grupo está agora na digressão dos 20 anos de carreira e foi a vez de Lisboa de celebrar, depois da passagem por Gondomar no dia 1 de maio.

We’re running out of alibis
On the second of May.

– Bitter end – Placebo

A tocar a primeira parte e a aquecer o público estiveram Digital 21 + Stefan Olsdal (guitarrista, baixista e teclista dos Placebo).

Molko dividiu mesmo o concerto em duas partes, melancólica e outra de “festa”, pelas palavras do mesmo, para celebrar o aniversário da banda, misturando êxitos do passado da banda e as músicas mais recentes dos novos álbuns.

As letras da banda, que já por si são claras mensagens cruas e críticas, fizeram-se acompanhar de momentos com mensagens político-sociais fortes, como a guitarra arco-íris de Stefan (simbolismo da comunidade LGBT+) e uma imagem que passou nos ecrãs de um maço de tabaco com a cara de Trump que dizia “Pode seriamente prejudicar-te e os outros à volta”.

Outro momento marcante foi em “Without You I’m Nothing”, onde foi feita uma homenagem sentida a David Bowie, um grande mentor da banda e que participou com eles no single e no álbum, ainda no início da carreira.

Alinhamento:

Pure Morning (instrumental)
Loud Like Love
Jesus’ Son
Soulmates
Special Needs
Lazarus
Too Many Friends
Twenty Years
I Know
Devil in the Details
Space Monkey
Exit Wounds
Protect Me from What I Want
Without You I’m Nothing
36 Degrees
Lady of the Flowers
For What It’s Worth
Slave to the Wage
Special K
Song to Say Goodbye
The Bitter End

Encore 1:
Teenage Angst
Nancy Boy
Infra-red

Encore 2:
Running Up That Hill  (cover de “A deal with God” de Kate Bush)

Ouve “Song To Say Goodbye”:

Sugestões